Pular para o conteúdo.

Rami Anis

Com seu país devastado pela guerra civil, Rami encontrou seu lugar nas piscinas olímpicas.
Nascimento 18 de mar. de 1991
Cidade natal Aleppo, Síria
Esporte Natação
Jogos Olímpicos 2016

ALCANÇANDO O IMPOSSÍVEL

Em 2015, depois de viver 4 anos como refugiado na Turquia, o nadador sírio Rami decidiu partir para a Europa em busca de seu sonho olímpico. O jovem rapaz enfrentou as perigosas águas do Mediterrâneo em um bote inflável, desembarcando em uma ilha da Grécia. De lá, Rami passou por uma jornada perigosa em terra firme até chegar à Bélgica, onde conseguiu asilo.

Por fim, após sua épica odisseia para a Europa, o sonho olímpico de Rami estava mais próximo. Em 2016, o nadador sírio e dez outros corajosos atletas desfilaram junto à bandeira da Equipe Olímpica de Atletas Refugiados na cerimônia de abertura no Brasil. Rami encerrou sua primeira Olimpíada batendo seu recorde pessoal de 54,25 segundos na prova de 100 metros livre.

Abre aspas Para mim, as Olimpíadas representam meu sonho, e a vila, meu lar. Fecha aspas

“Minha mensagem para todos os refugiados do mundo é: ainda que sua vida seja difícil, deixe isso no passado e tente alcançar seus sonhos.”

Rami está realizando seus sonhos e levando esperança para milhões de pessoas no mundo que estão refugiadas em razão da miséria e das guerras.

Pesquisa sobre o site

Após visualizar esse conteúdo, você acredita que a Toyota está no caminho para se tornar uma empresa de mobilidade?

Obrigado.